Barra de Vídeo

Loading...

domingo, 29 de setembro de 2013

O MUSEU É A NOVA ESTRELA DO FC PORTO

No dia do 120.º aniversário, está inaugurado o Museu do Futebol Clube do Porto. A obra ambicionada há décadas pelos portistas foi visitada, pela primeira vez, já este sábado, com os convidados a seguirem as pisadas do presidente Jorge Nuno Pinto da Costa, do antigo presidente da República Ramalho Eanes e de Ricardo Guimarães, presidente do Banco BMG, que é parceiro do Museu.

Com a dimensão de 7.000 m², o Museu inclui o serviço educativo, a FC Porto Store e Loja do associado, o Museu Caffé, um auditório, uma sala de exposições temporárias e dois espaços lúdicos. Há 27 áreas temáticas para visitar, sendo algumas delas "Origens", "Azul ao fundo", "Do campo ao estádio", "Grandes notícias" e áreas dedicadas a presidentes, treinadores, jogadores e às restantes modalidades para além do futebol.

"Acho que o Museu está excelente. Já o tinha visto ontem, mas tanto eu como toda a gente que aqui esteve reconhece que é uma obra fantástica, que excedeu todas as expectativas dos mais optimistas. Quero felicitar todos os que aqui trabalharam, devotadamente, com muitas noites perdidas, sem estar a especificar alguém em especial. Quero deixar a todos um grande abraço de agradecimento", declarou Pinto da Costa ao www.fcporto.pt.

Através da visita, é possível perceber a ligação do clube à cidade e a sua fundação, rever as primeiras conquistas e a viragem pós-1974, depois da revolução democrática portuguesa. A partir daí, o discurso do Museu é mais expansivo, e há espaços dedicados a cada uma das sete conquistas europeias do futebol azul e branco, uma "constelação" cheia de taças, inúmeras áreas interactivas e até uma réplica de um balneário e dos antigos "cativos" do Estádio das Antas.

"O Museu tem um discurso emocional. É a história do FC Porto e quem viveu estes momentos, quase todos de grande glória, fica mais do que tocado, porque sabe melhor do que ninguém o que isto representa. Está uma obra fantástica e acho que isto não é só orgulho do FC Porto, vai ser também o orgulho da cidade do Porto", afirmou o presidente dos Dragões.

Num Museu em que estão representadas todas as conquistas nacionais do futebol e as principais vitórias das modalidades, destaque-se ainda o melhor "onze" eleito pelos adeptos através do Facebook do FC Porto: Vitor Baía, João Pinto, Ricardo Carvalho, Aloísio, Branco, André, Deco, Madjer, Hulk, Gomes e Futre.

Helton e Lucho, como capitães da equipa de futebol, e Paulo Fonseca, treinador, marcaram presença na cerimónia, em que também se registou a bênção do edifício por D. Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança. No "hall" de entrada, é possível admirar uma obra de Joana Vasconcelos: "Valquíria Dragão", que está rodeada de troféus ganhos pelo clube.

fonte: fcporto.pt

1 comentário:

  1. Tem lá lugar para as escutas e apitos distraídos para abrilhantar o patromónio?

    ResponderEliminar