Barra de Vídeo

Loading...

domingo, 6 de janeiro de 2013

CARREGA PORTO: FC PORTO 1-0 NACIONAL

FC Porto 1-0 Nacional

Liga 2012/13, 13.ª jornada
5 de Janeiro de 2013.
Estádio do Dragão, no Porto.
Assistência: 27.109 espectadores.

Árbitro: Rui Costa (Porto).
Assistentes: João Santos e Bruno Rodrigues.
Quarto árbitro: Carlos Reis.

FC PORTO: Helton; Danilo, Otamendi, Mangala e Alex Sandro; Fernando, João Moutinho e Lucho (cap.); James, Jackson Martínez e Varela.
Substituições: James por Defour (46m), Varela por Kelvin (72m) e Lucho por Castro (90m).
Não utilizados: Fabiano, Abdoulaye, Dellatorre e Sebá.
Treinador: Vítor Pereira.

NACIONAL: Vladan; João Aurélio, Miguel Rodrigues, Mexer e Marçal; Moreno (cap.), Revson e Diego Barcellos; Candeias, Mário Rondon e Mihelic.
Substituições: Mihelic por Keita (46m), Revson por Claudemir (55m) e Diego Barcellos por Isael (65m).
Não utilizados: Gottardi, Jota, Edgar Costa e Sérgio Duarte.
Treinador: Manuel Machado.

Ao intervalo: 1-0.
Marcador: Jackson Martínez (24m).
Cartão amarelo: Moreno (53m), Mexer (73m), João Aurélio (88m) e Fernando (90m+1).

Para a 1ª jornada após pausa de Natal e na semana anterior a visitarmos o Estádio da Luz para um clássico que já está aceso à algum tempo, o mais importante seria vencer o jogo de hoje, independentemente do resultado final. Não deixar fugir o 1º lugar ainda antes dessa viagem era a prioridade.
Entrada forte do Porto no jogo, tomando de assalto, desde logo a área do Nacional. Boas dinâmicas, qualidade de jogo e até velocidade na posse de bola permitiam criar perigo quase em catadupa.
A equipa do Nacional, apesar da boa organização defensiva, nunca conseguiu sair bem no ataque, nem contra-ataque, pelo que foi uma nulidade em termos ofensivos.

Aos 25 minutos, canto do lado esquerdo do nosso ataque e Jackson a aparecer muito forte ao 1º poste a fazer o desvio para o espaço liberto junto ao poste contrário. À imagem do jogo com o Moreirense, voltava a ser de canto e de cabeça que o nosso melhor marcador faz o 1-0. Desde este momento até ao intervalo só deu Porto e com fortes possibilidades de tranquilizar o resultado a seu favor.
A destacar pela negativa a lesão de James. Lesão muscular que ainda não se sabe a gravidade, mas aparentemente afastará o colombiano do clássico da Luz (esperemos que não…).
Para o seu lugar entrou Defour, passando Lucho a movimentar-se mais sobre o corredor direito, sempre com a grande profundidade e liberdade que Danilo tem no corredor direito.
Na 2ª parte a exibição do Porto teve menos qualidade e foi um jogo com menos ritmo que na 1ª parte. Os espaços desapareceram, muito por força da subida de linhas do Nacional e consequente maior pressão no meio-campo do Porto.
Para o final do jogo e sem nunca ter ameaçado verdadeiramente a nossa baliza, os homens do Nacional conquistaram muitos livres que colocaram na área, mas com a defesa sempre bem colocada a serem todas as tentativas de golo do empate anuladas com sucesso.


Sem comentários:

Enviar um comentário