Barra de Vídeo

Loading...

domingo, 5 de agosto de 2012

CARREGA PORTO: SÓ FALTOU O GOLO


FC Porto-Lyon, 0-0
Jogo de Apresentação 2012/13
4 de Agosto de 2012
Estádio do Dragão, no Porto
Assistência: 42. 709 espectadores

Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)
Árbitros assistentes: Rui Licínio e João Silva
Quarto árbitro: Hugo Pacheco

FC PORTO: Helton; Miguel Lopes, Maicon, Otamendi e Mangala; Fernando, Defour e Lucho (cap.); James, Jackson Martínez e Atsu
Substituições: Fernando por João Moutinho (46m), James por Varela (67m), Atsu por Djalma (67m), Defour por Castro (67m), Otamendi por Rolando (78m), Helton por Fabiano (78m), Jackson Martínez por Klebler (78m), Lucho por Kelvin (78m), Miguel Lopes por Sereno (78m), Sereno por Iturbe (89m)
Não utilizados: Kadú e Alvaro
Treinador: Vítor Pereira

LYON: Lloris; Réveillère, Cris, Koné e Cissokho; Fofana, Gonalons (cap.) e Gourcuff; Briand, Gomis e Lacazette
Substituições: Gomis por Benzia (56m), Fofona por Malbranque (56m), Cris por Untiti (72m), Réveillère por Dabo (72m), Lacazette por Pied (79m), Briand por Grenier (79m)
Não utilizados: Vercoutre
Treinador: Rémi Garde

Cartão amarelo: Koné (89m)


No jogo de apresentação aos adeptos e aos sócios portistas, só faltou mesmo o golo, porque brilho houve de sobra; do relvado à bancada e do jogo ao momento que aproximou equipa e adeptos no fecho da noite. O FC Porto empatou (0-0)  com o Lyon. Desta vez, o Lyon, derrubado em Março de 2004 no caminho para Gelsenkirchen, saiu ileso do Dragão.O FC Porto teve até um início promissor. Nos primeiros segundos, um passe de James para Lucho quase resultava em golo.
No extremo oposto do relvado, Jackson Martínez testava os reflexos de Lloris. As oportunidades não eram propriamente flagrantes, mas Atsu, James e Lucho não se cansavam de as trabalhar. Na melhor delas, já próximo do intervalo, o remate cruzado do colombiano esbarrou nas pernas do guarda-redes francês.
O recomeço do jogo recuperou o modelo inicial e da dinâmica atacante dos Dragões resultou apenas a sensação de golo, que o estádio chegou a gritar. Mas a bola bateu do lado errado das redes, depois de um remate colocado, mas não o suficiente, de Lucho, assistido por Atsu, que cruzou atrasado, sentenciado assim a partida.

DECLARAÇÕES
Apesar do nulo registado frente ao Lyon, o treinador Vítor Pereira considerou, em conferência de imprensa, que a exibição mostrou que a equipa está preparada para demonstrar a Académica, no sábado (20h45). “O que há a registar é fundamentalmente a consistência do ponto de vista global. A exibição transmite-nos confiança para o jogo da Supertaça”, afirmou.

“Estou satisfeito por termos evidenciado consistência defensiva. Não demos grandes hipóteses ao adversário. Num ou noutro momento, a dinâmica ofensiva não foi como pretendemos, mas ainda estamos a crescer. O jogo de hoje foi contra uma boa equipa e foi um bom teste. Ofensivamente, alternámos períodos em que circulámos bem a bola e criámos algumas situações de golo com outros em que não conseguimos essa circulação e uma saída apoiada”, afirmou.

Vítor Pereira admitiu que, por estratégia, o FC Porto permitiu ao Lyon subir no terreno, mas ainda há arestas a limar. “Permitimos algum controlo de jogo com bola ao adversário e não é isso que queremos, mas por estratégia também quisemos convidar o adversário. Porém, as linhas recuaram muito. Houve períodos de que gostei e outros que teremos de corrigir”.

O técnico sublinhou que a prioridade era preparar a equipa para a Supertaça e respondeu às questões sobre possíveis entradas e saídas com uma perspectiva única: “Percebo que há dinâmicas de mercado e consequências. Este ano não foge à regra e tenho um título para discutir já na próxima semana, pelo que estou concentrado naquilo que é a equipa e nos jogadores que nos dão mais garantias, tácticas, técnicas e psicológicas. Não espero reforços, estou contente com os jogadores que tenho e até ao final de Agosto vamos ver o que se vai passar”.

O treinador adiantou ainda que o onze a apresentar no sábado em Aveiro não deve “fugir muito” do apresentado frente aos franceses.


Sem comentários:

Enviar um comentário