Barra de Vídeo

Loading...

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

OS JOGADORES DE FUTEBOL E AS REDES SOCIAIS

Para uns é o futuro. Para outros é inevitável e já faz parte do corpo humano como se um membro se tratasse. Para outros, deve ser usado e até apoiam, mas quando as coisas acontecem, é um problema e desatam a malhar em tudo o que mexe. Estou a falar obviamente das redes sociais dos nossos jogadores, nomeadamente das "Twittadas" e "Facebookadas" dos jogadores de Futebol, que este ano parece ter pegado moda total no meu clube.
Durante muitos anos, com ataques todas as semanas vindos da comunicação social, o FC Porto adoptou o sistema de blackout, no qual o grupo se virava e concentrava para dentro, onde não havia mudança de discurso e onde só uma voz falava, a voz de comando. O resultado está à vista. Um clube que se gere de dentro para fora e só dá a conhecer aquilo que quer e aquilo que lhes interessam que se saiba, porque neste ninho de cobras que é o Futebol Português, o segredo é mesmo a “alma do negócio”.
Actualmente já não é assim.
Acham normal um jogador como Souza, questionar escolhas do treinador via twitter?
Como é possível Guarin fazer uma meia despedida no facebook e outra meia chegada de amor eterno ao clube?
Alguém acha normal jogadores do FC Porto escreverem certas coisas no twitter, como por exemplo, Falcao, e depois quando provavelmente o meu clube o castigou, ele veio dizer que não era página oficial?
Mas que raio de modernices são estas que se usam páginas de publicidade para grupos de fãs, e aquilo só serve para mandar recados quando estamos amuados?
Na minha opinião, os jogadores do FC Porto (e os outros) deviam utilizar as redes sociais para falar da sua vida pessoal, deixando a vida profissional ser gerida pelo clube, que esses sim, já deram provas de saber aquilo que fazem, e que lutem pelos interesses dos atletas.

Sem comentários:

Enviar um comentário